post-title Dez dicas para a manutenção do carro

Dez dicas para a manutenção do carro

Dez dicas para a manutenção do carro

Dez dicas para a manutenção do carro

Manter a manutenção do carro em dia contribui com a segurança no dia a dia

Manutenção é um assunto que pode ser chato para a maioria dos motoristas. Mas é algo do qual não há como escapar para não correr o risco de ficar a pé na hora em que você mais precisa do carro, o que inclui uma viagem com a família. Por isso, dê uma olhada nos principais itens que precisam estar com a manutenção em dia.

1. Óleo do motor

Troque o óleo antes de deixar o carro parado na garagem, de preferência por um óleo sem aditivos.

Deve ser verificado toda semana. Antes de usar o carro pela primeira vez no dia e em um piso nivelado, retire a vareta do óleo e limpe-a para poder medir corretamente o nível do óleo. Faça isso usando um papel ou pano.  Em seguida, basta inserí-la novamente. Ao retirá-la: a marca do óleo deve estar entre as marcas “Mín” e “Máx” da vareta.

2. Freios

Além dos discos e pastilhas, verifique o estado do fluido e freio a cada dois anos

Em geral, o fluído do freio deve ser trocado a cada dois anos, ou conforme a recomendação da fabricante, já que tem a propriedade de absorver água, que pode evaporar com o calor dos freios e formar vapor no sistema, que prejudica bastante as frenagens. Se estiverem abaixo da espessura minima, as pastilhas e lonas de freio devem ser substituídas.

3. Correia dentada

Correias dentadas duram em torno de 50.000 kms na maioria das vezes

Não vale a pena correr o risco dela se romper, o que pode causar sérios danos ao motor, como o empenamento de válvulas ou furos nos pistões. Deve ser trocada por um bom mecânico. Os prazos de troca variam de acordo com cada modelo de carro e variam entre 30 mil e 50 mil km.

4. Água do radiador

Líquido do sistema de arrefecimento deve ter a proporção correta de aditivo

Assim como o nível do óleo do motor, deve ser vista toda semana. Com o motor frio e o veículo nivelado, a água deve estar entre o “Mín” e o “Máx” indicados no reservatório. É muito importante que o líquido de arrefecimento tenha a proporção correta de aditivo de boa qualidade, nunca apenas água pura.

5. Velas de ignição

Velas convencionais costuram durar em torno de 30.000 kms

Se não estiverem em bom estado o consumo aumenta e o desempenho diminui. Portanto, são fundamentais para o bom funcionamento do motor. O tempo entre as trocas varia conforme a recomendação do fabricante. Em geral, os modelos convencionais duram entre 20.000 e 30.000 kms.

6. Filtros

Filtros também não devem ser esquecidos entre os itens de manutenção do carro

No caso dos filtros de ar deve-se fazer uma limpeza com ar comprimido a cada 7.000 km e trocá-los quando estiverem prejudicando a vazão do ar para dentro do motor. Os de combustível são trocados normalmente a cada 10.000 kms. E os de óleo alternadamente entre as trocas de óleo do motor.

7. Pneus e Rodas

Pneus com menos de 1,6 mm de sulco já precisam ser trocados por novos

Os pneus devem ser calibrados frios , a cada 15 dias e antes de viajar.Observe um triângulo ou as letras TWI, impressas nas laterais do pneu. Quando o nível de desgaste atingir este ponto é hora de trocar os pneus. Fazer o rodízio, o alinhamento e balanceamento a cada 10.000 km aumenta a vida dos pneus, melhorando a segurança e dirigibilidade do veículo.

8. Suspensão

Molas, amortecedores e braços de suspensão em dia garantem segurança e estabilidade nas curvas

Entre os principais componentes estão os amortecedores e molas. Os primeiros costumam durar em torno de 30.000 kms, mas podem não aguentar tudo isso se o carro sempre passa por piso irregular ou muito esburacado. Molas com elos desgatados já devem estar precisando serem trocadas. Também vale verificar folgas, trincas e quebras em juntas dos braços e barras da suspensão.

9. Óleo do câmbio

Com as caixas de câmbio imantadas, a troca do óleo de transmissão passou a ser dispensável

A grande maioria dos carros contam com caixas de câmmbios  imantadas e não querem troca de óleo. Nos outros, o lubrificante deve ser verificado a cada 30 mil quilômetros. Vazamentos são indicações de que o carro precisa de reparos. Para os carros de câmbio automático, é importante a troca de óleo e de filtro conforme indicação do fabricante.

10. Bateria

Tenha certeza de que a bateria está funcionando bem. Ela será importante logo na primeira partida, pela manhã

A maioria das baterias vendidas atualmente no mercado não que exige a adição da água e requer pouca manutencão. Deve-se apenas verificar se os cabos estão limpos e bem fixados aos pólos. Se o carro foi ficar parado por muito tempo, deve-se desligar o cabo do polo negativo para que não descarregue.

Fonte: Carros – iG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *