post-title Dicas para convivência entre cães e gatos

Dicas para convivência entre cães e gatos

Dicas para convivência entre cães e gatos

Dicas para convivência entre cães e gatos

Como fazer seu cachorro e gato serem amigos

Chegou um novo animal de estimação em casa. E agora? Logo chegam as dúvidas de como fazê-lo se adaptar ao novo ambiente, não é verdade? Pior ainda se o recém-chegado é cachorro e já se tem um felino em casa (ou vice-versa). Desespero total. Mas, calma! A lenda que cães e gatos são incompatíveis é, realmente, mera ficção. Veja a seguir como fazê-los conviverem e serem amigos.

Disputa por espaço
A briga entre cachorros e gatos é apenas por disputa de território. Não existe relação de predador e caça entre os dois. Para fazê-los viver juntos, é preciso ter espaço e preparar o ambiente para deixá-los confortáveis – sem que um invada o espaço do outro – e isso deve ser feito com planejamento e antecedência.

Filhotes

O melhor momento para juntar cachorros com gatos são quando ambos ainda são filhotes, porque irão descobrir juntos o ambiente. No entanto, deve-se ter um cuidado maior com a alimentação e higiene nesses casos, pois cães e gatos não devem se alimentar juntos e nem comerem a ração um do outro. Os filhotes são curiosos e pode ser mais difícil administrar isso. Por isso, atenção!

Quando chega um CACHORRO em casa
Geralmente, os gatos procuram se esconder pelos cantos quando algum cachorro chega na casa. Por isso, é preciso que haja lugares onde o felino possa ficar enquanto se familiariza com o cão. Não deixe, porém, que seu gatinho saia de casa. Aos poucos, ambos irão se aproximar e se adaptar à convivência.

Quando chega um GATO em casa
Os cachorros devem ficar afastados dos gatos até se familiarizarem. Como os cães se relacionam pelo olfato, é preciso que se acostumem com o cheiro do felino até que a adaptação esteja completa. Para isso, vá os aproximando aos poucos.

Paciência é fundamental
Durante as primeiras semanas, é preciso estar atento a todos os sinais. Podem acontecer brigas inesperadas e é essencial que o dono esteja disposto a ceder uma atenção redobrada durante o período de adaptação. Como falamos acima, os cães e os gatos não são inimigos naturais, porém disputam espaços.

Nada resolve, meus animais de estimação não se dão bem
Nesse caso, considere visitar um veterinário e contar para ele o que está acontecendo. O profissional analisará de perto o animal e dará a orientação específica para o seu caso.

Gostou da dica? Deixe seu comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *